Pela primeira vez em uma geração, PCs no segundo trimestre do ano não contaram como principal mercado para as vendas de DRAM – mais um sinal de que a indústria está se movendo para a Era pós-PC, de acordo com dados da IHS iSuppli. Os computadores no segundo trimestre representaram 49% das vendas de DRAM, abaixo dos 50,2% no primeiro trimestre, segundo a empresa de medição.

A quota de mercado da memória RAM vendida para PCs não alcança esse patamar abaixo dos 50% desde os anos 1980, quando os computadores eram novos e as vendas cresciam. Perder sua parte majoritária de mercado de DRAM “representa um marco importante e com a chegada de uma nova era em tecnologia”, disse a IHS em um relatório.

As vendas da memória RAM para PCs vão diminuir mais 6% ao longo do próximo ano, com 42,8% no quarto trimestre de 2013. “A chegada da era pós-PC não significa que as pessoas vão parar de usar computadores pessoais, ou mesmo, necessariamente, que o mercado de PCs vai parar de se expandir”, disse o analista de memórias da IHS, Clifford Leimbach.

“O que a era pós-PC significa, de fato, é que os computadores pessoais não serão mais o centro do universo tecnológico – e estão vendo sua hegemonia sobre a cadeia de fornecimento de eletrônicos decair”, continuou ele. A queda da DRAM é apenas um dos vários indicadores de que a indústria de PCs está perdendo sua influência. “Os computadores não irão mais gerar o tipo de crescimento e tamanho do mercado esmagador que conduzem, sozinhos, as demandas, preços e tendências de tecnologia em algumas das principais empresas do ramo.”

Fornecedores DRAM estão voltando sua atenção para atender às necessidades de rápida expansão de novos mercados para smartphones e tablets, disse Leimbach.

Fonte: idgnow.uol.com.br


terça-feira, 18 setembro - 2012
por


  1. Deixe aqui o seu comentário.



0

Spam protection by WP Captcha-Free


Tweetar