Uma pesquisa recente feita pela Kaspersky, citada na revista Exame PME de Agosto, apontou os principais recursos utilizados pelas empresas para evitar o ataque de hackers e prevenir roubo de dados.

Conheça mais sobre as ferramentas, que vão além de meros antivírus, e fique por dentro das possibilidades de proteger seu PC.

Anti-malware: utilizado por 70% das empresas entrevistadas, esse software detecta contaminações por vírus e clonagem de dados confidenciais.

O termo Malware é proveniente do inglês malicious software; é um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o intuito de causar algum dano ou roubo de informações. Vírus de computador, worms, trojan horses (cavalos de troia) e spywares são considerados malware.

 

Firewall: 64% das empresas entrevistadas disseram usar esse tipo de software. Um Firewall monitora o tráfego de dados e impede acessos não autorizados. É um dispositivo de uma rede de computadores que tem por objetivo aplicar uma política de segurança a um determinado ponto da rede.

Este dispositivo de segurança existe na forma de software e de hardware, a combinação de ambos normalmente é chamado de appliance. A complexidade de instalação depende do tamanho da rede, da política de segurança, da quantidade de regras que controlam o fluxo de entrada e saída de informações e do grau de segurança desejado. Saiba mais sobre Firewall clicando aqui.

 

Atualizações programadas: renova softwares que saem de linha ou para os quais o fabricante deixou de fornecer atualizações de segurança. Utilizadas em 63% das empresas, programar as atualizações dos softwares de proteção no seu computador garante o pleno funcionamento dos mesmos. É mais segurança para suas informações.

 

Backups: 63% das empresas fazem backups de suas informações. Com o Backup, é possível determinar periodicidade, tempo de armazenamento e criptografia para cópias de segurança de dados. Aqui na StudioA efetuamos backups duas vezes por semana. A cópia de segurança pode ser armazenada em vários dispositivos, como pen-drive, cd, HD externo ou até mesmo online, através de sistemas específicos para isso, que irão manter seus dados em outro ambiente, geralmente de grande porte e com muita segurança (O que podemos chamar de Cloud Computing)

 

Restrições de acesso: restringir acessos a determinados locais da Internet, feito por 44% das empresas entrevistadas na pesquisa, nada mais é do que limitar o acesso a determinados recursos. Em empresas, isso pode variar de acordo com cargos e funções.

 

Estruturas de redes distintas: 42% das empresas disseram utilizar-se de estruturas de redes distintas. Isso irá isolar máquinas que contenham backups e informações confidenciais. Assim, as demais máquinas da rede não terão acesso a tais pastas, evitando o mau uso delas.

 

Sistemas contra catástrofes: esses sistemas garantem a recuperação de dados perdidos em catástrofes, como incêndios e enchentes. 42% das empresas usam esses sistemas.

 

Sempre haverá um ótimo recurso para você proteger o seu computador, seja particular, seja na sua empresa. Consulte sempre o seu técnico e encontrem juntos as melhores soluções para segurança.

 

Até mais!

 

Fontes:

Revista Exame PME, ed. 40, Agosto 2011.

Wikipédia


terça-feira, 23 agosto - 2011
por


  1. Deixe aqui o seu comentário.



0

Spam protection by WP Captcha-Free


Tweetar