O Marketing – processo social e gerencial pelo qual indivíduos e grupos obtêm o que necessitam e desejam através da criação, oferta e troca de produtos de valor com outros – surgiu junto com a Revolução Industrial, na segunda metade do século XVIII.

A maioria dos autores de livros introdutórios ao marketing apresenta o desenvolvimento histórico divido em termos de Eras. A primeira Era ocorreu até meados de 1925 e é conhecida como Era de Produção.

Essa Era foi baseada na premissa de que bons produtos venderiam a si mesmos, o que em outras palavras significa que, se as empresas concentrassem seus esforços apenas no desenvolvimento de técnicas para a produção em larga escala, de produtos de boa qualidade e com preços acessíveis, os consumidores iriam até as fábricas comprar esses produtos.

Não havia a necessidade de se planejar a venda, pois o sucesso das mesmas era medido de acordo com o sucesso alcançado na produção.

Com o aprimoramento das técnicas utilizadas no processo produtivo, as empresas produziam mais e cada vez mais rápido. A consequência dessa aceleração foi o acúmulo de produtos no estoque das fábricas, pois, neste momento, a oferta se tornava maior que a demanda. Descobriu-se então que os produtos não vendem a si mesmos. Nascia a Era das Vendas.

Ocorrida entre 1925 e 1950, a Era das Vendas baseou-se na preocupação com o escoamento da produção excedente. Para encontrar compradores para seus produtos, os fabricantes começaram a dar ênfase às vendas.

É nesta era que o marketing relacionou-se com a publicidade, pois, o uso da mesma se fazia presente em todas as ações, visando exclusivamente à venda dos produtos. Com o aumento da quantidade de produtos concorrentes, a publicidade se tornou o diferencial entre os fabricantes.
Surgiu então a Era do Marketing.

Com base no conhecimento adquirido através dos erros cometidos nas Eras anteriores, as organizações começaram a considerar o valor da informação de mercado como prioridade no planejamento da produção.

A idéia, neste momento, era produzir aquilo que o consumidor desejava, pois assim ele iria adquirir o produto.

De 1950 até o final dos anos 80, o marketing se tornou o foco principal da estratégia de negócios. A partir do final dos anos 80 e começo dos anos 90, a abordagem do marketing deixou de ser o recrutamento de novos clientes em oposição à manutenção dos mesmos e passou a considerar mais a importância da fidelização do cliente, criando relações comerciais ao dar razões para que os clientes continuassem voltando. Deu-se início a era do marketing que é vivenciada até os dias atuais: o Marketing de Relacionamento.

Mas essa Era é assunto para um próximo post ;)


quinta-feira, 27 maio - 2010
por Anderson Carvalho


  1. Diogo Rodrigues on quinta-feira 27, 2010

    Primeiramente parabéns pela matéria.

    Como estudante de publicidade já havia lido alguns artigos sobre o assunto. Porém, adorei tanto o tema quanto a maneira como o artigo foi escrito.

    Não há dúvidas quando se diz que a internet veio para revolucionar, para nos influenciar.
    Assim, nosso pensamento está mudando. É muito interessante essa nova era, em que a preocupação concentra-se no consumidor.

    Contudo, fico pensando: qual a próxima era?

  2. Reinaldo Lima on quinta-feira 27, 2010

    O que nos diz sobre a Era do Marekting 3.0, que fala da questão socioambiental?

  3. Max Freitas on quinta-feira 27, 2010

    Simplesmente, simples! Claro, objetivo e uma leitura de fácil entendimento. Obrigada .

  4. Luis on quinta-feira 27, 2010

    Muito bom o texto, contudo acho que o foco na sustentabilidade é a grande jogada dessa nova era, porém, poucas organizações lograrão êxito, pois há muito o que se reestruturar quando se trata da questão socioambiental.

  5. CARLOS FERNANDO on quinta-feira 27, 2010

    tenho aprendido bastante. licao clara e objectiva.

  6. Anderson on quinta-feira 27, 2010

    Carlos, muito obrigado!


Spam protection by WP Captcha-Free


Tweetar